Destaque PrincipalVinhos

A gigante Concha Y Toro e a sustentabilidade

A diminuição das chuvas nos levou a trabalhar na busca de melhorias nos sistemas de irrigação, e incorporar tecnologia preditiva que nos permita antecipar quanto e quando irrigar

Por Marcelo Papa

Marcelo Papa | Foto: Divulgação

A Concha Y Toro está ciente dos fenômenos de aquecimento global que nos afeta hoje. Como empresa agrícola, as mudanças climáticas representam um desafio para nossa gestão. Por esse motivo, a Viña propôs um conjunto de medidas que visam a mitigar e se adaptar a essas novas condições. Em termos de mitigação, tomamos um caminho para reduzir as emissões de CO2, seguindo a metodologia com base na ciência do clima, para atingir uma redução de 55% em nossas emissões absolutas até 2030 (com base no ano de 2017) e alcançar a neutralidade de carbono para o ano de 2050. Queremos propor uma contribuição real para mitigar os efeitos em nosso meio ambiente.

Em particular, o maior efeito observado no Chile, com o aquecimento, refletiu-se em duas variáveis que também são fundamentais para a agricultura: água e temperatura. A diminuição das chuvas e da disponibilidade hídrica nos levaram a trabalhar na busca de melhorias nos sistemas de irrigação, para chegar à eficiência hídrica e incorporar tecnologia preditiva que nos permita antecipar quanto e quando irrigar. Por outro lado, o aumento da temperatura gera efeitos indesejados na viticultura, pois modifica a fisiologia da videira, encurta os estágios fenológicos, gera alterações na maturação e época de colheita. Portanto, nossos esquemas de gestão têm de incorporar essa variável no futuro e estamos trabalhando nisso.

Continua após o anúncio

A mudança climática também é uma oportunidade para buscar mecanismos mais racionais de uso de nossos recursos. Por um lado, a escassez de água nos convida a buscar tecnologias de irrigação de precisão, buscar eficiências nos sistemas de irrigação, favorecer a arborização em áreas sensíveis para que os ecossistemas sejam regenerados e fortalecidos. Todas essas medidas estão para ser abordadas pela Viña, e são de fato um dos focos do nosso Centro de Investigação e Desenvolvimento, com o programa Alterações Climáticas e Qualidade do Vinho, no âmbito da adaptação às novas condições. O aumento das temperaturas nos convida a experimentar novos regimes de gestão da vinha, que contribuam para seu frescor da vinha. Manejo mínimo de podas, melhores condições de copa são questões que teremos de resolver e para isso estamos avançando em diferentes frentes.

site: conchaytoro.com

Marcelo Papa é enólogo e diretor técnico da Vinícola Concha Y Toro

Mostrar mais

Prazeres da Mesa

Lançada em 2003, a proposta da revista é saciar o apetite de todos os leitores que gostam de cozinhar, viajar e conhecer os segredos dos bons vinhos e de outras bebidas antecipando tendências e mostrando as novidades desse delicioso universo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo