BarDestaque PrincipalNotíciasRestaurantes

O bar Boato agita São Paulo

Inaugurado em dezembro de 2021 o bar agrada em cheio por ser bem arejado, com muita luz natural, comidinhas deliciosas e drinques especiais

Da nova leva de bares que São Paulo ganhou nos últimos meses, o Boato faz parte do time de apostas certeiras para seu roteiro. Foi inaugurado em dezembro de 2021 e agrada em cheio por ser bem arejado, com muita luz natural por causa de suas amplas janelas e por possuir teto retrátil, que, quando aberto, deixa o ambiente ainda mais acolhedor. No comando das panelas está o chef Cris Blondel (ex-Tanit, Clos Wine Bar & Bistrô e Tuju), que criou opções que instigam o paladar, caso dos petiscos: míni- hambúrgueres de foie gras (figo e agrião) ou de vieiras (lardo e ervilha-torta); coxinha (massa de mandioquinha, frango e requeijão). Além de tenras opções para compartilhar, como as lulinhas (empanadas e fritas, vinagrete de feijão- manteiguinha, coentro e katsuobushi) cheias de sabor e servidas na textura perfeita ou o crudo de peixe (peixe curado, ponzu de limão e pinholi).

Foto: RJ Castilho

Já nos pratos principais, provamos uma deliciosa pancetta laqueada com goiabada (arroz frito, ovo, gengibre, shoyu e amendoim), dessas que derretem na boca; barriga de atum (chimichurri, legumes assados) com todo o frescor do pescado, e também a rabada com tutano (canjiquinha, cavolo nero, demi-glace). Pratos que são como um abraço e conquistam, para outras visitas. Para os que gostam de bons sanduíches, o rosbife (lagarto curado, queijo crocante e picles de pepino) é uma ótima pedida, com a carne saborosa e combinação perfeita.

Foto: RJ Castilho

A carta de drinques leva a assinatura da bartender Bianca Lima, atual campeã da etapa brasileira do World Class. Com criações autorais e bem elaboradas, Bianca encanta com boas preparações, bem apresentadas e com nomes criativos, que fazem alusão ao nome boato, caso do cochicho – uísque 12 anos, fat-washing com mix de cogumelos e manteiga vegana, vinho do Porto, vermute seco, solução salina e bitter de cacau; o zum zum zum – vodca, mix de cítricos, cupuaçu e xarope de especiarias; o ouvi dizer – tequila, soda de uva-branca com ervas e bitter de salsão e salsão; e o disse-me-disse – uísque infusionado com jasmim, mel de abelha nativa, suco de lima-da-pérsia, gim e vinagre de Jerez.
No final, não deixe de provar o pain perdu, feito delicadamente com brioche, mix de frutas amarelas, tuile cítrico, sorvete de leite e espuma de coco.

Continua após o anúncio
Foto: RJ Castilho
Foto: RJ Castilho

     

    Boato – Rua Pedroso Alvarenga, 1135, Itaim Bibi, São Paulo, SP, tel. (11) 4040-3673; espalheoboato.com.br

    Mostrar mais

    Artigos relacionados

    Leia também
    Fechar
    Botão Voltar ao topo